Projetos do Hospital Pequeno PríncipeProjetos Financiados Pela Rede SolidáriaAumento na qualidade da assistência à saúde de crianças e adolescentes atendidas no Hospital Pequeno Príncipe

http://www.redesolidariacuritiba.com.br/wp-content/uploads/2020/10/aumento-qualidade-atendimento-da-crianca-hospital-pequeno-principe.jpg

Sobre o Hospital Pequeno Príncipe

O Complexo Pequeno Príncipe iniciou suas atividades em Curitiba há 100 anos, com  a ação de voluntários que se mobilizaram para oferecer remédios e consultas gratuitas a  crianças e adolescentes. Hoje, a instituição exerce papel essencial na saúde infanto-juvenil  no Paraná e no Brasil, atuando nas áreas da assistência, ensino, pesquisa e mobilização  social, por meio da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, entidade  sem fins lucrativos. Fazem parte do Complexo, o Hospital Pequeno Príncipe (HPP), maior  centro hospitalar exclusivamente pediátrico do país, o Hospital César Pernetta, as  Faculdades Pequeno Príncipe e o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe. O HPP,  unidade central da entidade, em 2018 realizou 305 mil atendimentos ambulatoriais, 22,9  mil internações, mais de 21 mil cirurgias e oferece 370 leitos e 4 UTIs. É referência em  tratamentos de média e alta complexidade, com mais de 30 especialidades de saúde,  incluindo transplantes de coração, rim, fígado, ósseo e medula óssea. Cerca de 60% da  capacidade de atendimento é disponibilizada a pacientes do SUS.  

A atuação multidisciplinar e com olhar amplo sobre os pacientes e suas famílias  tornou o hospital um polo permanente de Educação em Saúde, por meio da capacitação,  sensibilização e visão integral e solidária do profissional da saúde. Com equipes  multidisciplinares, o HPP foi pioneiro na adoção de medidas que se tornariam políticas  pública, focando a humanização hospitalar e os direitos da criança e do adolescente.

Indo além

Com o objetivo de contribuir ainda mais para a qualidade na assistência à saúde de crianças e adolescentes atendidas no Hospital Pequeno Príncipe foi realizada a aquisição de carrinhos para transporte de materiais cirúrgicos, balanças infantis e escadas para os leitos através de uma doação feita pela Rede Solidária.

Carrinho de transporte de material

O Hospital realiza, em média, 1.770 procedimentos cirúrgicos por mês. Essa elevada quantidade de procedimentos cirúrgicos utiliza um volume alto de materiais, que após o uso, necessitam ser esterilizados. Como os carrinhos atuais estão ficando obsoletos foram adquiridos 2 novos pelo valor de R$6.800,00.

Balança digital infantil

A pesagem das crianças internadas é um procedimento indispensável para a prescrição médica. Nesse processo são verificados os parâmetros adequados para a idade, refletindo na nutrição a ser adotada e na prescrição de medicamentos. Como algumas das balanças existentes necessitam ser substituídas por novas devido ao tempo de uso e desgaste consequente foram adquiridas 6 novas balanças no valor de R$5.280,00.

Escadas

Para que as crianças tenham acesso as camas, principalmente as menores, é necessária a utilização de uma escada de apoio. Há necessidade de uma escada em cada leito e a substituição conforme a sua depreciação é frequente devido a utilização diária. Para isso foi realizada a compra de 8 escadas pelo valor de R$1.920,00.

 

Saiba mais sobre os atendimentos do Hospital Pequeno Príncipe

Há mais de 50 anos, o Serviço de Oncologia do Hospital Pequeno Príncipe recebe crianças e adolescentes de todo o Brasil que precisam enfrentar o câncer. Em 1962 começaram os primeiros atendimentos e o Serviço foi formalizado em 1968, tornando-se um importante centro para o tratamento de tumores sólidos e doenças hematológicas.

Hoje, o serviço é o maior do Paraná, recebendo cerca de 104 novos casos por ano, e está entre os mais importantes do Brasil, fazendo parte da história de milhares de meninos e meninas.

No Serviço de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea, 80% dos atendimentos são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Com diagnóstico precoce e tratamento adequado, 78% dos casos de câncer infantojuvenil alcançam a cura.

Números do Serviço de Oncopediatria em 2018:

  • 1.045 internações
  • 3.706 sessões de quimioterapia
  • 8.209 atendimentos ambulatoriais
  • 46 transplantes de medula óssea sendo 26 para neoplasias
  • 500 pacientes em tratamento simultâneo

Os leitos de TMO são espaços com restrição e proteção do paciente transplantado ou em preparação para o transplante. Sendo assim, há uma antessala e o quarto para assegurar o isolamento do paciente evitando que ele tenha contato com a parte exterior do leito, essa característica específica está relacionada à necessidade de proteção contra os agentes infecciosos.

Para que esse contato seja minimizado integralmente também é preciso que a medicação fique disponível no quarto do paciente através de carrinhos para armazenamento e administração do medicamento. Os carros que temos atualmente (que são o padrão do mercado) tem medidas inadequadas para a porta e para o tamanho do quarto, por isso é imprescindível a aquisição desses equipamentos de forma customizada e adequada à especificidade do atendimento.

http://www.redesolidariacuritiba.com.br/wp-content/uploads/2020/08/MARCA-REDE-2020ins-160x160.png
REDE SOLIDÁRIACuritiba
Basta uma ligação para que a equipe da Rede Solidária vá buscar a sua doação. Doação de roupas, calçados, móveis e brinquedos? Não tem problema!
CONECTE-SE COM NOSSASRede Sociais
Acompanhe tudo que acontece com a Rede Solidária. Ajude a compartilhar essa ideia.

Registrado por Rede Solidária. Desenvolvido por Fixar CMDP